quinta-feira, 8 de Agosto de 2013

O QUE É?
O objectivo da terapia de relaxamento é induzir a resposta de relaxamento – um estado de calma e repouso do corpo e da mente que alivia a tensão e o stress. Dado que os cientistas calculam que o stress desempenha um papel numa grande percentagem de problemas de saúde, a terapia de relaxamento pode uma parte importante do tratamento e prevenção de doenças.
O stress exerce uma carga emocional, bem como física, e a terapia de relaxamento é usada muitas vezes para ajudar as pessoas a lidarem mais eficazmente com as dificuldades e frustrações inevitáveis da vida.
COMO FUNCIONA?
Há muitos métodos de se conseguir a resposta de relaxamento. A respiração profunda, por exemplo, acalma e equilibra o sistema nervoso. Muitos terapeutas usam mantras (frases sem significado) ou palavras rítmicas, calmantes (como paz). Repetir estas palavras continuamente harmoniza a actividade eléctrica do cérebro, transmitindo uma sensação de calma e de bem-estar.
Outra forma de terapia de relaxamento é o relaxamento progressivo, que implica tensão e distensão sistemática de grupos de músculos por todo o corpo. Depois há a técnica chamada aceitação, que implica dar atenção pacificamente e aceitar o que quer que esteja a acontecer no momento. Estas técnicas são tipicamente feitas enquanto se está sentado ou deitado num local confortável e sossegado, onde não se seja perturbado.
Para além das formas «sossegadas» de terapia de relaxamento há também formas mais activas. Estas incluem os alongamentos do ioga e movimentos lentos e delicados de exercício de origem chinesa chamado tai chi.
O QUE PODE FAZER POR SI?
A terapia de relaxamento é melhor quando usada para queixas relacionadas com o stress, como hipertensão, insónias, dores de cabeça, arritmia (batimento cardíaco irregular), problemas digestivos, alergias, distúrbios da pele, ansiedade, depressão e irritabilidade ou irascibilidade crónicas.
É SEGURO?
Quando se começa a praticar a terapia de relaxamento, poderá dar consigo ainda mais ansioso, inicialmente. Isso é porque, sem distracções exteriores como a televisão, pode ficar mais agudamente ciente dos pensamentos e dos sentimentos ansiosos.
Se está a iniciar a terapia de relaxamento, pode optar por uma técnica que é não meditativa mas mais baseada no corpo, como a respiração profunda ou o ioga.

As pessoas com uma história de doença mental ou distúrbios de humor não devem praticar terapia de relaxamento sem a aprovação e supervisão de um praticante que tenha formação nas várias técnicas